Adobe Flash Player não instalado!
Você precisa do Flash Player para executar o tocador de músicas. Clique aqui para ir a página de downloads.

Usina HidrelAi??trica

Ai??USINA HIDRELAi??TRICA DE TUCURUA?

Ai??A maior obra de engenharia da Ai??AmazA?nia

Os primeiros estudos para a construAi??A?o de uma hidrelAi??trica que aproveitasse o potencial do Rio Tocantins iniciaram-se por volta de 1957 e seguiram durante a dAi??cada de sessenta. Com o inAi??cio da ditadura militar foi implantado no sul do Estado o Projeto Grande CarajA?s, visando o desenvolvimento da AmazA?nia Oriental atravAi??s da atividade minero metalA?rgica e de projetos agropecuA?rio-florestais. No entanto, para a consolidaAi??A?o desse projeto, TUCURUA? tornava-se ponto decisivo.

estudos avanAi??ados

A Usina HidrelAi??trica TucuruAi?? Ai?? a maior obra de engenharia jA? realizada na AmazA?nia, um marco da engenharia mundial de barragens, pela sua magnitude, execuAi??A?o e operaAi??A?o. Dominar o Rio Tocantins foi uma tarefa de gigantes. Levar mA?quinas, equipamentos e trabalhadores, dos mais distantes lugares do Brasil e do mundo, exigiu uma complexa logAi??stica, com a construAi??A?o de estradas, aeroporto e vilas residenciais. A construAi??A?o de TucuruAi?? Ai?? uma histA?ria que mistura a garra e a criatividade do povo brasileiro com o profissionalismo da engenharia nacional.

SONY DSC

TucuruAi?? foi construAi??da em duas etapas, tendo inicialmente 12 unidades geradoras principais (350 MW) e duas unidades geradoras auxiliares (22,5 MW). Na 2A? etapa mais 11 unidades geradoras de 375 MW, totalizando 25 unidades e uma potA?ncia instalada de 8.370 MW consolidando a Eletrobras Eletronorte como sendo a terceira maior geradora do PaAi??s, e representando aproximadamente 10% de toda a capacidade instalada no Brasil, fazendo chegar milhAi??es de megawatts a praticamente Ai??todas as regiAi??es brasileiras por meio do Sistema Interligado Nacional – SIN. SA?o atendidos tambAi??m os grandes projetos minero-metalA?rgicos, o que resulta nos maiores contratos de fornecimento de energia elAi??trica no mundo.

hidreletrica

TucuruAi?? tambAi??m representa a formalizaAi??A?o de um compromisso do Governo Federal com as populaAi??Ai??es circunvizinhas ao empreendimento. A montante e a jusante da barragem estA?o sendo realizados investimentos em projetos de saA?de, educaAi??A?o, meio ambiente, desenvolvimento urbano, agricultura familiar, etc. SA?o dezenas de projetos socioambientais, todos voltados para o desenvolvimento sustentA?vel e para a melhoria das condiAi??Ai??es de vida das comunidades do entorno.

Foo

AlAi??m de obras de infraestrutura, TucuruAi?? proporciona a difusA?o de conhecimento e melhorias das condiAi??Ai??es de educaAi??A?o, como por exemplo, por meio do convA?nioAi?? firmado com a Universidade Federal do ParA? que se destina a criar na regiA?o um centro deAi?? referA?ncia nas A?reas de Engenharia ElAi??trica, Civil e MecA?nica. Na A?rea de meio ambiente existem convA?nios com diversas e renomadas instituiAi??Ai??es de pesquisa, como o Museu Paraense EmAi??lio Goeldi.

ufpa

HISTAi??RIAAi??

Na HistA?ria da Eletrobras Eletronorte, 21 de novembro de 1975 Ai?? uma data especial. Nesse dia, comeAi??aram as obras de infraestrutura da Usina HidrelAi??trica TucuruAi??, no sudeste do ParA?. A Empresa comeAi??ou a atuar no Estado do ParA? com a missA?o de preparar a infraestrutura energAi??tica necessA?ria para atender ao polo minero-metalA?rgico que seria instalado no oeste do ParA?.

Sem tAi??tulo

GERAAi??A?O

ConstruAi??da em duas etapas, TucuruAi?? tem capacidade instalada de 8.370 MW. As obras da primeira casa de forAi??a ai??i?? com 12 unidades geradoras de 350 MW, duas auxiliares de 22,5 MW e potA?ncia instalada de 4.245 MW ai??i?? foram concluAi??das em dezembro de 1992.

Em junho de 1998, foi iniciada a construAi??A?o da segunda casa de forAi??a, com 11 unidades geradoras de 375 MW e potA?ncia instada total de 4.125 MW, concluAi??da em dezembro de 2006.

casa forAi??a

Os investimentos na expansA?o da Usina HidrelAi??trica TucuruAi?? totalizaram R$ 3,7 bilhAi??es. No perAi??odo de construAi??A?o e montagem nA?o houve qualquer restriAi??A?o orAi??amentA?ria e as obras nunca foram interrompidas. No pico dos trabalhos, o canteiro de obras empregou sete mil trabalhadores.

25

TRANSMISSA?O

Principal geradora do Sistema Norte-Nordeste, TucuruAi?? passou a fazer parte do SIN em marAi??o de 1999 com a conclusA?o da InterligaAi??A?o Norte-Sul. Essa linha permite a preservaAi??A?o deAi?? reservatA?rios hidrelAi??tricos em outras regiAi??es durante o perAi??odo hidrolA?gico favorA?vel no Rio Tocantins.

26

A energia firme e renovA?vel de TucuruAi?? Ai?? escoada por linhas de transmissA?o de 230 kV e 500 kV. AlAi??m de atender os mercados do ParA?, MaranhA?o e Tocantins, com cerca de 3.500 MW mAi??dios mensais, a Usina exporta energia para os sistemas Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.

27

RESPONSABILIDADE SOCIAL

A energia distribuAi??da pela Eletrobras Eletronorte a partir de TucuruAi?? beneficia cerca de 40 milhAi??es de brasileiros. AlAi??m desse benefAi??cio, a Empresa desenvolve outras atividades junto Ai??s comunidades da A?rea de influA?ncia da Usina.

283029

Entre os projetos, destacam-se o Plano de InserAi??A?o Regional da UHE TucuruAi?? (PIRTUC) e o Plano Popular de Desenvolvimento SustentA?vel da RegiA?o a Jusante da UHE TucuruAi?? (PIRJUS). Por meio desses programas, a Eletrobras Eletronorte vai investir, em 20 anos, R$ 360 milhAi??es em projetos de saA?de pA?blica, educaAi??A?o, meio ambiente, desenvolvimento urbano e agricultura familiar.

31

O PIRTUC (Plano de InserAi??A?o Regional da UHE TucuruAi??), desenvolvido em parceria com as Prefeituras de Breu Branco, GoianAi??sia do ParA?, Itupiranga, JacundA?, Nova Ipixuna, Novo Repartimento e TucuruAi??. JA? o PIRJUS com os municAi??pios de CametA?, Mocajuba, BaiA?o, IgarapAi??-Miri, Limoeiro do Ajuru, Ai??Oeiras do ParA?, Moju, Abaetetuba e Barcarena.

32

AlAi??m do Pirtuc, outro programa de inserAi??A?o regional da Eletrobras Eletronorte na A?rea de influA?ncia de TucuruAi?? Ai?? o Plano Popular de Desenvolvimento SustentA?vel da RegiA?o a Jusante da Usina HidrelAi??trica TucuruAi?? – PPDJUS. Primeira empresa do Setor ElAi??trico a reconhecer impactos socioambientais a jusante de uma hidrelAi??trica, beneficia os municAi??pios de CametA?, BaiA?o, Mocajuba, Limoeiro do AjarA? e IgarapAi??-Mirim. O PPDJUS tambAi??m tem suas aAi??Ai??es definidas por um conselho gestor, do qual participam instituiAi??Ai??es de ensino e pesquisa, governos municipal, estadual e federal, movimentos sociais e Eletrobras.

33

SA?o diversas as obras, tais como pavimentaAi??A?o asfA?ltica, construAi??A?o de escolas, hospitais, doaAi??A?o de equipamentos e maquinA?rios, projetos de capacitaAi??A?o, erradicaAi??A?o do analfabetismo e geraAi??A?o de renda.

As prioridades sA?o relacionadas Ai?? Agricultura Familiar, Aquicultura e Pesca, SaA?de e Saneamento BA?sico, EducaAi??A?o e FormaAi??A?o Profissional, Meio Ambiente, Ordenamento Territorial e Infraestrutura para o Desenvolvimento. Todas as aAi??Ai??es estA?o sendo implementadas num perAi??odo de 20 anos (atAi?? 2022) e envolvem recursos da ordem de R$ 200 milhAi??es.

34Ai?? Ai??35

Outra aAi??A?o Ai?? o Programa ParakanA?, desenvolvido desde 1988 em parceria com a Funai. Considerado modelo, ajudou a reverter o quadro de extinAi??A?o em que se encontrava essa naAi??A?o indAi??gena. O programa desenvolve aAi??Ai??es nas A?reas de saA?de, educaAi??A?o, meio ambiente, apoio Ai?? produAi??A?o, documentaAi??A?o e memA?ria. O sucesso dessa iniciativa pode ser dimensionado pelo crescimento da populaAi??A?o ParakanA?, que corria risco de extinAi??A?o. Em 1986 eram 247 Ai??ndios e emAi??2009 jA? contabilizavam 784.

37

 

35Ai?? Ai??38

 

 

 

 

 

MEIO AMBIENTE

Em TucuruAi??, o gerenciamento ambiental foi adotado antes mesmo da existA?ncia de exigA?ncias legais no PaAi??s. Atualmente, o gerenciamento ambiental da HidrelAi??trica orienta-se pelo Plano de AAi??Ai??es Ambientais, que tA?m como objetivo mitigar, compensar, ou controlar os impactos ambientais decorrentes da operaAi??A?o da Usina.

38 cheap sildenafil, cheap zithromax.

A Eletrobras Eletronorte promove o desenvolvimento sustentA?vel da pesca por meio daAi?? preservaAi??A?o de espAi??cies e do estoque pesqueiro, alAi??m da qualificaAi??A?o dos pescadores artesanais. TambAi??m estA? sendo feita a demarcaAi??A?o de parques aquAi??colas para a produAi??A?o de peixes em tanques-rede e um centro de produAi??A?o de alevinos.

40

Outras aAi??Ai??es envolvem a recuperaAi??A?o de A?reas degradadas pela extraAi??A?o de solos. Esta atividade Ai?? suprida pelo banco genAi??tico de 82 espAi??cies florestais coletadas antes da inundaAi??A?o do reservatA?rio, mantido na Ilha de Germoplasma. Ali tambAi??m estA?o cerca de 400 espAi??cies de A?rvores que servirA?o como matrizes para coleta de sementes de diversas espAi??cies para serem replantadas em toda a RegiA?o AmazA?nica.

41

Esse programa tambAi??m Ai?? uma alternativa de geraAi??A?o de renda para a comunidade indAi??gena ParakanA?, que jA? comercializa sementes de mogno, tatajuba e castanha-do-parA?.

Em parceria com a Secretaria de CiA?ncia, Tecnologia e Meio Ambiente do Estado do ParA? (Sectam), a Eletrobras Eletronorte auxilia na implantaAi??A?o e manejo de unidades do Mosaico de Unidades de ConservaAi??A?o do Lago de TucuruAi?? e do Parque Estadual da Serra dos MartAi??rios/Andorinhas, formado pela A?rea de ProteAi??A?o Ambiental do Lago de TucuruAi?? e pelas reservas de Desenvolvimento SustentA?vel AlcobaAi??a e PucuruAi??-ArarA?o, Ai?? o primeiro em implantaAi??A?o no PaAi??s com recursos de compensaAi??A?o ambiental.

42

A pesca no lago da Usina Ai?? a principal atividade econA?mica para mais de dez mil pescadores da regiA?o, que conseguem tirar do reservatA?rio uma mAi??dia de seis mil toneladas de peixes por ano. O Programa de Pesca e Ictiofauna envolve aAi??Ai??es de conservaAi??A?o das espAi??cies de peixes, gerenciamento do estoque pesqueiro, cursos de aproveitamento total do pescado, capacitaAi??A?o profissional, alAi??m da distribuiAi??A?o de alevinos de espAi??cies regionais para projetos de criaAi??A?o em tanques.

43

Fotos que contam a Historia.

1503916_1061242573889666_4878290178460076494_nAi??10397177_770776249663490_103254810640545907_o10922844_407380319438687_6443587336800593612_n

Historias que ficam na lembranAi??a dos pioneiros moradores, por conta do desenvolvimento nA?o tem mais as riquezas naturais, a castanha do ParA?, bacuri, jatobA?, as caAi??as, todas as plantaAi??Ai??es, muita criaAi??A?o. Como disseramAi??Ai??ramosAi??felizes e nA?oAi??sabAi??amos. Os desapropriadosAi??deAi??RemansA?o do Centro, de Breu Branco etc…Eta saudade medonha.

1912181_598139520316321_2168684189840904833_n10923563_643499935754886_8676293455545641449_n10860856_1585454171685243_7181436917920533672_o10904093_643500342421512_6573464739367759507_o

Tudo era fartura, ia no mato tinha frutas, ia no rio, no lago, no igarapAi??, tinha alimento de montA?o.

03_0113__antonio_januario_de_morais_no_trabalho_de_coleta_da_castanha___counidade_da_bar_55789

canecocastanha-do-brasil

Saudades de quem veio e foi embora, onde passou toda adolescA?ncia e parte adulta aqui, um misto de alegria e lembranAi??as faz parte da vida do tempo de 1980.

10480586_781798405227572_5513676572292428482_oAi??1781916_420264514793848_350373672943321406_n

"... dentro de cada um de nós, todo mundo tem uma historia para contar!"

(94) 8146-7447 / 9138-0191
contato@museuvirtualtucurui.com.br