Adobe Flash Player não instalado!
Você precisa do Flash Player para executar o tocador de músicas. Clique aqui para ir a página de downloads.

História do Comércio

Rememoramos aqui a Historia do Comércio, um dos maiores surtos de desenvolvimento da região desde Alcobaça (hoje Tucuruí), uma das cidades mais promissoras para o comércio paraense e porque não dizer para o mundo.

 

www.museuvirtualtucurui.com.br

Av Lauro Sodré

laro sdre

10363796_484535835010024_3031760210024855183_n

www.museuvirtualtucurui.com.br

Av . Lauro Sodré – Centro da Cidade

Na frente de Alcobaça à margem esquerda do Rio Tocantins havia uma ilha de propriedade de Simão Roffé, com fileiras de barracões semelhantes, construídos em madeira para armazenagem da castanha do Pará, eram constantes o vai-e-vem de barcos marabaenses – embarcações especialmente construídas para o transporte do produto – que traziam de Marabá milhares de hectolitros de castanha. (Hectolitro era a medida usada para o comercio da castanha equivalente a 100 litros). O coco babaçu, por sua vez, também comercializado no local, vinha dos Estados de Goiás e do Maranhão.

www.museuvirtualtucurui.com.br

Ao fundo a Ilha do Roffé – Praia do Meio

 

O grande movimento de motores marabaenses e a vinda de importantes representantes de firmas que vinham em busca do produto, eram sinais da prosperidade do seu comércio local. Toda aquela movimentação completava o cenário desse lugar que era um importante entreposto comercial de castanhas, peles de animais, madeiras de lei e pedras preciosas.

 

www.museuvirtualtucurui.com.br

Barracões usados para depósito de Castanha

www.museuvirtualtucurui.com.br

Castanha do Pará – Principal produto

Com o passar do tempo, a renda arrecadada pelo então Registro de Alcobaça Distrito de Baião, começou a superar a da própria sede do município. Era hora da vila de Alcobaça conquistar a sua emancipação política e no dia 31 de dezembro de 1947, pela Lei nº 62, artigo 36, foi criado o Município de Tucuruí, sendo o seu território desmembrado de Baião.

 

www.museuvirtualtucurui.com.br

Barcos Marabaenses no Porto de Tucuruí

HistoriaDoComercio06

Chegada do Barco Tocanvia, sinal de prosperidade

www.museuvirtualtucurui.com.br

Movimentação nas vias próximo ao Porto

Além do mais, desde o final do século XIX, Alcobaça havia sido escolhida como ponto inicial da construção de uma estrada de ferro que, durante décadas a fio, foi importante fator de desenvolvimento da localidade.

 

www.museuvirtualtucurui.com.br

Alcobaça – 1930

 

Na verdade, a ideia da construção da linha férrea sempre esteve ligada a questão comercial. Quando ela começou a ser planejada pelos primeiros republicanos, no final do século passado, pensava-se em solucionar o problema que as cachoeiras do Tocantins ofereciam ao fluxo da castanha. Efetivamente, a Estrada de Ferro Tocantins representou a solução, ao contornar as perigosas cachoeiras que impediam a navegação durante o verão, período em que o nível das águas era baixo.

www.museuvirtualtucurui.com.br

Trabalhadores da Estrada de Ferro Tocantins

www.museuvirtualtucurui.com.br

Corredeiras na Cachoreira Itaboca – antes da barragem

COMERCIANTES ENTRE 1960 e 1970

Os comerciantes da epoca, tinham como Centro Comercial a Rua Magalhães Barata e Assis de Vasconcelos.

Colaboração de João Teodoro de Almeida Junior ( João do Boi – filho de Janito Boi).

  •  Janito Boi – barbeiro e comerciante ( A Vencedora  e a  Casa Boi – 58) – Comercio de secos e molhados, destacava a venda de bacalhau, manteiga real, xarque, queijo de cuia, jornal.
  • Firmino Ferreira (Pai do seu Felix Ferreira)– Comercializava tecidos (fazenda).
  • Tio Duca (Pai da Judite) – Mercearia, vendia pão.
  • Manoel Seco (Pai do Angelo – Maguila) – Comercio grande,  tinha bar, depois veio a propaganda Cherazardi, e o Cinema também (Cine Tucuruí)
  • João Garcia – Secos e molhados.
  • Chico Seco ( Manoel, Chiquinho, Ailton) – Mercearia
  • Os Meninos Grande – Pisca Pisca (Ivone – Isabel) – Vendia roupas, calçados, pregos, parafusos, vendia de tudo.
  • Raimundo Cearense (Josafá) – Frutas, leite, tecidos etc..
  • Adalto Sapateiro (sapatos)
  • Dona Justina (Trabalhava com Pensão)
  • Mesquitão (seu neto Levi)
  • Assunção – Dona de bar, tinha bilharito e jogo de bingo.
  • Seu Tavares – Vendia cachaça, garrafada com ingredientes afrodisíacos.
  • José Zumero ( Leila Zumero-neta) – Barco de transporte e comercio
  • Getulio Veiga Lopes (Joilson – Devanilda) – Sapatos, redes outros.
  • Raimundo Cunha (Cuninha) – Supermercado
  • Adrião – Mercado
  • João Dias (Zaza) –
  • Tugi Secos e molhados, saudoso Baltazar Valente era gerente.
  • Pedro Sá (Pedrinho)- Vendia material esportivo
  • Maneco (Jarbas) – Vendia grampos e canetas em cima de uma mesa – Moda Esporte.
  • Luiz Sá (Riza Brasil) – Confecções
  • Adones Pontes (Belinha – Silvia) – Material de construção.
  • Nicolau Zumero – Dono dos Corre agua, comprava e vendia castanha.
  • Coronel Assis/ Marizita ( Seu Babá) – Fazenda (tecidos).
  • Florisval (Porquinho)Calçados
  • Seu Contente – Farmacia
  • Oscar Cavalcante (Luiz Henrique, Neli, Ivone) – Farmacia
  • Aquiles França (Sulamita) – Farmacia
  • Manduquinha (Gaia) -Tinha um  bar em frente ao motor da força de luz (PSF-Matinha)
  • A Ferroviaria (Dirceu, Dede) – Mercearia
  • Pai do Pixuna – Bar

CURIOSIDADES: A maioria dos comerciantes vendiam os produtos e alimentos a retalho por exemplo: meio copo de oleo, dois dedo de sabão, meio kilo de açucar, uma quarta de fumo etc..

O TESTEMUNHO DOS PIONEIROS ANTES DA CONSTRUÇÃO DA USINA HIDRELÉTRICA.

NICOLAU ZUMERO

Numa das tardes de 1940, dentro de um desses depósitos de castanhas, ou mesmo numa das pacatas ruas do distrito de Alcobaça, onde os negócios eram fechados, poder-se-ia encontrar, sem dúvida, a figura falante de Nicolau Zumero contabilista formado, veio para Tucuruí “cuidar dos interesses do velho Roffé” e, ainda, como representante de importantes firmas que negociavam a castanha (principal atividade) e demais produtos vindo de outras regiões. Foi vice-prefeito e prefeito da cidade.

www.museuvirtualtucurui.com.br

Nicolau Zumero – Contador

 

“Quando cheguei por aqui, em 1938, disse Nicolau Zumero, os trabalhos da Estrada de Ferro Tocantins – EFT, necessitavam até de sentinelas, pois só assim teriam garantia que os índios não retirariam as dormentes instaladas”.

 

 

 

 

 

_________________________________________________________________________

LUIZ SÁ E PROFESSORA RIZA BRASIL

Comerciante da década de 1970 no ramo de roupas e confecções na parte baixa da Cidade, Rua Magalhães Barata. Hoje seu filho Tadeu dá continuidade na mesma atividade e ele cuida de sua chácara juntamente com sua esposa Professora Riza Brasil, de família tradicional na região de Tucuruí e Baião.

 1467246_469728249811669_1385757776_n553447_353618961383464_310399763_n

_________________________________________________________________________

FRANCISCO SECO

999745_623131111092026_1277647640_n554959_521817201223418_338617852_n

_______________________________________________________

O TESTEMUNHO DOS PIONEIROS DEPOIS DA CONSTRUÇÃO DA USINA HIDRELÉTRICA.

DIVINO EVANGELISTA VAZ

cine foto vaz3cine foto vaz2cine foto vaz11380231_531894890225834_1696393013_n

Nasceu no interior de Minas Gerais a 50 km de Patos de Minas. Filho de familia humilde de lavradores, aos 14 anos terminou a escola primaria na roça, e foi para o seminário em Ouro Fino, Sul de Minas, estudar com os Padres Capuchinhos. Após tres anos volta para Patos de Minas, onde terminou o 1º grau em 1968. Um ano depois foi para Basilia onde morou por treze anos, passou grandes dificuldades longe da familia, mais a vontade de vencer era maior.

Em Brasilia constituiu familia e teve dois filhos. Em 1980 surgiu a oportunidade e vir para Tucuruí- como tinha um anseio de sair da cidade grande e viver numa cidade pequena, onde seu trabalho pudesse ser reconhecido pela sociedade, não perdeu tempo.

Em meados de 1980 nasceu o CINE FOTO VAZ, com apenas uma portinha em uma casa de madeira na então BR 422, cerca de 20 metros quadrados. Divino Vaz, abraçando esta oportunidade em abril de 1980, colocou toda sua mudança dentro de uma C -10, partiu rumo a Tucuruí, foram 04 dias de enfrentamento com estradas de chão, atoleiro, cheias do Rio Tocantins, onde passamos uma noite em Marabá, dormimos dentro do carro por falta de acomodação, mais chegamos a Tucuruí com medo e muitas esperanças.

O Inicio não foi facil, trabalhavam  tres pessoas, e as fotos eram feitas a domicilio,quadros, posters, em 1984 mudou para Lauro Sodré, onde renasceram as esperanças, no centro da cidade, as obras estavam em pleno vapor, a cidade crescia para o lado de cima, as portas dos fornecedores começaram a  se abrir ede simples fotos, começou a comercialização de som e eletrodomesticos, Tucuruí naquela época era muito carente na oferta de todo tipo de produtos e tudo era muito caro. Baseados nessa carencia segurou com as mãos e braços essa causa, vender mais barato, visando o consumidor fazendo da Empresa um Ponto de Utilidade Pública, onde o consumidor pudesse encontrar quase tudo para atender as suas necessidades, com preços competitivos e boas condições de parcelamento. Encontrou o publico que almejava.

Com o fim das obras da 1ª etapa da Usina Hidreletrica, houve grande evasão de pessoas e empresas comerciais, deixando a Cidade desabastecida de produtos diversos, abateu-se um desanimo no futuro de Tucuruí, e agora qual seria o destino? o que o povo vai fazer?? Divino Vaz, inspirado no grande potencial economico de região, com a emancipação de Breu Branco, Novo Repartimento e Goianesia, dedicou-se de corpo e alma na sua expansão comercial, procurando sempre buscar novos produtos do qual a cidade não dispunha.

Nessa trajetoria de mais de 30 anos de dedicação e  respeito aos consumidores, implantaram a sua Marca,  graças  ao reconhecimento dos nossos clientes, amigos e fornecedores, e com o apoio dos colaboradores, hoje são uma Empresa sólida e respeitada para o orgulho da cidade e do proprietario Divino Evangelista Vaz.

Das homenagens recebidas foi enredo de Samba da Escola Unidos de Tucuruí, do Carnaval 2011, onde a escola sagrou-se campeã. Considera-se tucuruiense de coração, todo seu investimento é dentro da cidade, não tem nenhum patrimonio fora de Tucuruí.

  62022_562014143894660_430117414_n-150x150 1530590_739119046100154_8442767_n

________________________________________________________________________

Marcelo Silva Martins e sua Historia de Vida 

550134_249512871813477_2003810136_n 935133_729167730431579_1583324493_nmarcelos1000001_492772244154204_1825159880_n

Estou  aqui para falar da minha história, Tucuruí é uma cidade que emana Leite e Mel, a Biblia fala dessa terra, a qual o Senhor criou no mundo. Eu quando vim a Tucuruí não sabia o que me esperava , mas hoje eu olho para trás depois de 34 anos, eu vejo que aqui foi a terra que  Deus me deu, e também a graça de ter uma família linda, minha esposa e filhos aos pés do Senhor , temente a Deus.

Ele me deu  bens materiais, amigos, muitos  colaboradores (hoje são 200), as nossas  empresas,  isso pra mim é motivo  de muitas alegrias.

Morar nesta cidade  e poder fazer parte de sua  História, eu só tenho que agradecer a Deus , eu olho para trás  novamente e vejo que Deus foi  misericordioso comigo, me trazendo do sertão do maranhão de BATATEIRAS, uma vila muito pequena e humilde , e hoje tenho a Graça de ser Empresario, ser o que eu sou.

Hoje também, estou  pastoreando em uma Igreja, denominada:  Igreja Presbiteriana Filadélfia, um presente de Deus muito grande na minha vida, uma missão que eu amo, como é gostoso fazer parte dessa história, poder morar aqui e a cada dia  ser abençoado e com certeza abençoando outras vidas.

Por incrivel que pareça , na época de (80) aqui tinha muita poeira, não tinha nada de asfalto, uma cidade que não tinha predios, eram barracos de madeira, a cidade era toda em madeira.  Hoje Tucuruí cresceu, é uma cidade  de morar, onde temos boa infraestrutura. Vendo o passado, Tucuruí evoluiu muito , uma cidade que vale a pena morar, eu sempre acreditei  em Tucuruí, e aqueles que ficaram eu vejo várias histórias dos que foram e  aqueles que ficaram, que acreditaram que investiram, cresceram  e estão aí , grandes comerciantes e para os que estão começando, Tucuruí é uma cidade de grande oportunidade , não só em tucuruí mas sim na região do Pará, para haver crescimento e demanda  de emprego.

A minha mensagem para Tucuruí neste 66 anos de História é só de agradecimentos, a Deus, ao povo que são nossos parceiros e juntos vamos melhorar cada dia mais os rumos de nossa amada terra.

Viva Tucuruí

Um Estado que tem sempre me surpreendido é o Pará. Aqui, estamos em uma região que ainda oferece grandes oportunidades. Estou há 29 anos em Tucuruí. Comecei trabalhando com uma pequena loja vendendo tecidos (Nacional Tecidos). Já fiz investimentos em Belém e Parauapebas, mais sentia sempre Deus me chamando para Tucuruí. Hoje, ainda tenho grandes projetos de expansão dos meus empreendimentos porque acredito, no potencial economico de Tucuruí.

Tempos da Adolescência

10531440_332683406884717_5099469810048364761_o  10534079_332684646884593_5314215510202244789_n

Em tempos de muito trabalho

banner carajas

 

___________________________________________________________________________

ADIMILSON ANDRADE LOPES

Nascido em 17/08/1967 na Cidade de Babaçulandia- Goias

Empresario Acionista do Grupo LOJAS CENTRO

10290665_630635967004900_4292259307805302362_n

UM POUCO DE SUA HISTÓRIA

Adimilson Lopes de Andrade, empresário, agropecuarista, nascido no município de Babaçulândia-Go em 17/08/67, no convívio só da mãe e do tio, mudou-se logo para a cidade de Araguaína-Go onde permaneceu até aos 16 anos quando tomou a iniciativa de mudar de estado indo para Marabá, no Pará onde parte da sua família já morava. Desde muito cedo teve que trabalhar para ajudar nas despesas de casa, foi assim que aos 17 anos ingressou no seu primeiro e único emprego no  Armazém Paraíba em Marabá  na função de vendedor, sendo transferido em 1989 para a cidade de Açailândia-Ma, onde permaneceu até 1991 desempenhando a função de Chefe de Vendas. Ainda em 1991 retornou a Marabá ficando até 1995, finalmente em fevereiro desse mesmo ano mudou-se para a cidade de Tucuruí, tendo sido promovido a Gerente de Lojas onde foi responsável pela liderança das lojas nas cidades de: Tucuruí, Tailândia, Abaetetuba, Cametá, Altamira e Uruará.

No período em que ficou à frente da empresa na região, inaugurou mais 8 novas lojas em diversas cidades, vindo a se desligar definitivamente da empresa em dezembro de 1998. Em I999 começou um novo desafio em sua vida profissional, somando forças com seu amigo Sr. José Raimundo, montou a LOJA CENTRO, hoje uma empresa consolidada no mercado da região com 30 lojas nos estado do Pará e Maranhão empregando cerca de 450 colaboradores diretos, tendo ainda sob seu comando a NEW Móveis, uma empresa franqueada do seguimento de móveis planejados localizada também em Tucuruí. Pai de dois filhos: Thayze e Caio Fernando, frutos da união com Rosenda Cortes e, avô de Davi. Morador de Tucuruí desde 1995 de onde controla todas as operações de suas empresas.

 FAMÍLIA

Pai de dois filhos: Thayze e Caio Fernando, frutos da união com Rosenda Cortes. É avô do pequeno Davi.

935942_1383305171903856_1722421212_n559163_365479870209675_611550317_n533047_340344562723245_564003765_n1486793_1426073427627030_1270263714_n

Parabenizo Tucuruí e seus habitantes pelos seus 66 anos de Historia.

EM EVENTO SOCIAL   

291930_2366069321602_1580530342_n 10509663_10204284456462009_6908879146773106258_n

              LojaCentro

________________________________________________________________________

VERA LUCIA LIMA

10172853_1438296563084919_8396869445590276425_n

27 de março é seu aniversario, aplausos…

Nascida na Cidade de Brejo, Estado do Maranhão.

Empresaria – ÓTICA PRIMAVERA

319403_253165214801308_392865960_n10339766_642296525838844_5480189235683932764_n20140502_0924041238829_1403224096607169_1548692863_n

HISTÓRIA DE VIDA

Quando eu vim para Tucuruí atrás de emprego, isto em 1977. Encontrei um companheiro, muito comerciante, juntamos as forças e começamos vendendo armarinhos, despertador e cosméticos.

Nossa primeira loja foi Rua Lauro Sodré próximo as Escadarias da Santo Antônio, em frente ao prédio do Senhor Guedes, depois subimos a Lauro Sodré e montamos a loja ao lado da Igreja Presbiteriana, lá aumentamos os negócios e começamos a vender relógios a loja ficava na  frente de uma ótica que era a única na cidade nessa época, o medico oftalmo vinha a Tucuruí uma vez por mês, o antigo proprietário era o Senhor Joaquim (Ótica Paulista)se envolveu com a serra pelada e compramos a ótica dele, foi ai o começo da Ótica Primavera.

Tucuruí começou a melhorar com a chegada dos trabalhadores, que vieram construir a obra. A vida em Tucuruí tudo era difícil, todas as casas eram de madeira, as ruas não tinham  asfalto, muita poeira na Lauro Sodré e no inverno lama, energia elétrica não tinha, a luz era de um motor a óleo diesel e ia até às 22 horas. Não existia sistema de rádio, nem televisão. Só se via as carretas rodando, abarrotadas de cimento subindo para o canteiro de obras para a construção da usina Hidrelétrica e toda a infraestrutura para receber as famílias dos operários.

Em 1982 subimos a Lauro Sodré em frente a Igreja Católica, dessa vez com um ponto próprio,  lá começamos a colocar diversas mercadorias: rádios, toca fita, caixa de som, relógios e armação para óculos.

E fomos subindo para Lauro Sodré, compramos o prédio onde é hoje a Ótica Primavera + o Supermercado Fort-Super. Enquanto família, eu e meu companheiro Valmir fomos  felizes, mais com o desgaste familiar acabou o casamento e com a separação fiquei com  o ponto onde estou hoje. Com o termino da primeira etapa, muita gente foi embora e não tinha oftalmo na cidade  eu trazia medico de Imperatriz, Altamira, Belém, Marabá. Isso acarretava muitos transtornos para nós.

Em 1983, começamos a fabricar os óculos com o profissional José Ferreira Brito nos fundos da loja com maquinários muito antigos.

Foi quando em 1996, estava disposta a ir embora se não conseguisse um medico, não perdi as esperanças fui a Fortaleza dentro da faculdade de oftalmologia e coloquei um aviso aos interessados em vim para Tucuruí. Quem entrou em contato comigo foi o Dr. Regis, mas sua proposta não combinava com a minha. Fechamos para ele vim e eu pagaria suas despesas, ficou  hospedado na minha residência,  conseguimos uma casa na vila e trouxe a família dele.

Para segurar o médico aqui, nós fazíamos viagens em três cidades Goianésia, Pacaja e Repartimento tudo isso para que o povo conhecesse o seu trabalho e ganhar clientes. Montamos o consultório dele em cima da ótica (Loja) com a fiscalização da vigilância sanitária por estar na parte de cima da Ótica, mudou-se para Tv. José Neres Torres, em seguida para a 31 de março, já não tínhamos nenhuma ligação com ele por ter nos abandonado.

Passamos a fazer parceria com os médicos que vinham para a Clinica Santa Angelica, mais não nos satisfazia, quando eles saiam, passavam nossas informações de trabalho.

Em 1996, decidi investi e fazer minha 1ª instalação, reformei a loja, adquiri equipamentos novos e modernos, passei a divulgar, buscar novidades das mais diversas armações de óculos,  sempre acreditando no potencial de Tucuruí e região. A principio, recebi muitas criticas, o povo dizia que aquela instalação ia perder cliente, que aquilo não era para Tucuruí, parecia loja  de capital, que não ia dar certo, investimento perdido, pois todo mundo já tinha ido embora. Apostei e não me arrependo de ter investido, e cada vez mais procuro inovar, Graças a Deus,  ao povo de Tucuruí, aos nossos clientes e colaboradores, estamos aqui a 35 anos, fazendo Historia e o melhor pela visão da nossa população.

HOMENAGEM A SUA MÃE, DONA EURIDES

10155310_551228221661671_1593557190818470828_n10151898_548802888570871_6596910891298074681_n381857_112797395504758_181132807_n10006587_1403223999940512_104432680_n

FAMÍLIA

1380086_483276228456871_438039497_n536488_184526161665214_653413445_n1150263_421826134601881_621066324_n10322640_642296362505527_7435911736998754961_n

 

1017672_409533099164518_2088636003_n577705_359202137530948_557385221_n1235900_435754876542340_847230512_n1920161_548798468571313_8243651310396564748_n

Sou muito grata a Deus pela oportunidade de viver nesta cidade, criei meus filhos, tenho vários netos, todo meu investimento está nesta terra abençoada. Muito obrigada Tucuruí.

Vera Lucia Lima

10330446_724309987633291_251927508058023834_n

1972379_516156328494685_323167851_n10277595_724310204299936_189739236500752312_n10172853_1438296563084919_8396869445590276425_n

otica-curtir

________________________________________________________________________

 RENATA CAMPOS

1904140_686648181398622_577821410_n

NOSSA EMPRESA

A História do maior Supermercado de Tucuruí

A história do SUPERNORTE começou em 2001 como um sonho, e deste sonho nasceu um grande projeto que se tornou realidade com muito trabalho e determinação.Foram 4 anos de muita dedicação e empenho de todos que participaram do projeto, principalmente dos sócios que investiram e acreditaram. E finalmente, depois destes 4 anos, a cidade de TUCURUÍ foi prestigiada com um novo empreendimento varejista, surgindo então o Supermercados do Norte do Brasil, o SUPERNORTE com sua inauguração realizada em 15 de Setembro de 2005.Focado em oferecer aos clientes de TUCURUÍ atendimento diferenciado, mix de produtos e serviços de alta qualidade, aliado ao conforto, preços competitivos e formado por uma equipe com experiência de vários anos de mercado, que juntos decidiram mergulhar de corpo de alma nesse novo desafio, com ousadia para cumprir os objetivos e metas propostas pelos seus idealizadores.Era hora de se posicionar no mercado e criar uma imagem positiva, inovadora, criativa e que acompanhasse as tendências de mercado. Assim o Supernorte abriu as suas portas e a população prontamente a recepcionou! Moderna, projetada em uma área de 1,8 mil m2 disponível para vendas e, oferecendo mais de 25 mil itens, o Supernorte possui uma ampla variedade de produtos que vão desde gêneros alimentícios, a carnes, peixes, uma imensa variedade de frutas, legumes e verduras, açaí batido na hora, padaria de referência na cidade, utilidades domésticas, presentes, papelaria, brinquedos, lanchonete, pet shop, materiais elétricos, hidráulico, ferramentas, produtos automotivos, jardinagem, flores naturais.Pensando na comodidade e em encantar seus clientes, o restaurante foi criado. Era necessário ser algo inovador, com um visual elegante e que oferecesse um serviço diferenciado. O RESTAURANTE SUPERNORTE veio com essa proposta e agradou. Bonito, funcional e aconchegante. A localização escolhida não poderia ser outra, bem os altos do prédio, com vista panorâmica para a cidade. Pensando na segurança de nossos clientes foi oferecido um estacionamento com capacidade para 40 veículos, oferecendo tranqüilidade durante as compras, além do convênio com o estacionamento do TUCURUÍ SHOPPING e com taxistas, tudo para oferecer mais conforto e comodidade ao cliente.Apesar do crescimento em um curto espaço de tempo, é preciso mais, muito mais! Com o objetivo de continuar inovando, investindo principalmente no município, nos talentos locais e valorizando o potencial da região foi desenvolvido o projeto SUPERNORTE EXPRESS, visando a atender as características próprias e singulares de bairro, mas com a mesma exigência e compromisso com o cliente.

Atualmente, são cerca de 250 colaboradores diretos inseridos no mercado de trabalho, sem falar nas inúmeras parcerias que fazem com que o SUPERNORTE seja uma das melhores empresas para se trabalhar na região.

MISSÃO E VALORES

O SUPERNORTE foi constituído criteriosamente e por isso todas as questões recebem atenção especial, sejam elas; ligadas ao meio ambiente, educação, ao social, a qualidade de vida.O foco é chegar a excelência no atendimento a processos, seja do ponto de vista educacional, social, ambiental ou da qualidade de vida. Sendo assim, aquilo que nos move e que faz nossa rotina ser o que é está configurado em nosso “porque de existir”:

MISSÃO

Superar as expectativas e encantar nossos clientes por meio de serviços diferenciados e produtos de qualidade.

VALORES

Integridade: Honestidade na realização dos compromissos assumidos, com coerência entre discurso e prática, repudiando toda forma de fraude e corrupção, com postura ativa e de acordo com os princípios éticos. Transparência: Visibilidade dos comportamentos, comunicação clara, exata e acessível, respeitando os limites da confidencialidade. Trabalho em Equipe: Trabalhar a conclusão de tarefas com êxito e satisfação dos membros da equipe. Responsabilidade Socioambiental: Estímulo dos processos que envolvam ações focadas na sustentabilidade e no relacionamento com a sociedade, mobilizando funcionários, clientes e comunidade. Qualidade de Vida e Saúde: Bem estar físico, psicológico e social nas relações de trabalho, familiares e com amigos. Aprendizado e Inovação: Valorização das pessoas, que são nosso maior patrimônio, por meio de práticas de Gestão do conhecimento e desenvolvimento profissional. Inovamos buscando práticas de benchmarking, analisando tendências de mercado, valorização de idéias e tecnologia. Excelência nos processos: Utilização de metodologias com o objetivo de obter a eficácia e eficiência dos processos. O SUPERNORTE já avançou bastante, mas ainda há um longo caminho á ser percorrido. Promover o desenvolvimento, crescer junto com a região, fortalecer as parcerias com os fornecedores e proporcionar ao cliente o melhor é o objetivo da empresa, e isto é o que nos motiva a cada dia!

FAMÍLIA

1231487_580173932046048_64202216_n1185694_580173928712715_1987982595_nF180

 HISTORIA DE VIDA

1489119_631246343605473_556229889_n-150x150

 

________________________________________________________________________

JOSÉ VIEIRA ALMEIDA

1690087_530899670356149_758953893_n

Empresário Individual e Político Social

Nasceu em 20/08/1969,  na Cidade de Vitorino Freire Maranha(Maranhão), Filho de Antônio Soares de Almeida e Maria Vieira de Almeida, é o 7º  filho de uma família de 12 irmãos, 05 mulheres e 07 homens.

Irmãos de Vieira: Francisco, Antonio Vieira, Rosinha, Cilene Vieira Berça,  Rosinete,  James, Vieira de Almeida,  Sivaldo, Vanusa,  Gutembergue, Vania,  Rogerio.

Seu pai veio para  Tucuruí, em 1981 para trabalhar na Camargo Correa como armador de ferragens. Um ano depois, organizou sua moradia e voltou para buscar toda a familia que tinha ficado em Vitorino Freire. Sua residencia estava situada na Av. 31 de março (antigo aeroporto).

SEU PRIMEIRO EMPREGO 

Vieira chegou em Tucuruí aos 13 anos de idade !! Seu primeiro emprego foi no Armazém Paraíba. Em seguida foi trabalhar como representante comercial na Empresa Martins. Em 2000 entrou no ramo do comercio, em 2001 começou sua  primeira lojinha de secos e molhados”Mercadinho Tentação” próximo a Praça da Bica.

SERVIÇO MILITAR

Em 1995  foi  militar onde serviu por dois anos.

COMO CHEGOU NA POLITICA

Em 2001 começou sua vida politica e o  primeiro partido foi o PT, filiou-se também no PSDB, depois foi para o PR, e hoje está no PDT. Concorreu em 2001 ao cargo de Vereador, onde obteve 323 votos, não se elegeu, mais adquiriu uma grande experiencia, conseguiu se manter, como diz o velho ditado” A politica só tem uma porta, a de entrada”.

superlider-500x379

_____________________________________________________________________

CLODOALDO LOPES DE OLIVEIRA

10457182_668023329932830_1044918691516046678_n

Empresario – Comercial Oliveira

Clodoaldo Lopes de Oliveira nascido em 04/10/1957 na Cidade de Colinas Estado do Maranhão, filho de Alexandre Soares de Oliveira e Dona Joana Lopes de Oliveira. Veio para Tucuruí com 20 anos de idade em 1977 para trabalhar na construção das casas da Vila Temporária I, como ajudante. Foi uma boa experiencia ter contribuído para engrandecer essa Cidade através desse grande empreendimento, que é a Usina Hidrelétrica de Tucuruí.

Homenagem a seus pais

10387558_668022916599538_8879964285655522502_n10443520_668022963266200_4731887507305974071_n

Constituiu uma  Família sólida

Após 02 anos em Tucuruí, encontrei uma linda jovem com quem me casei Rosa Maria Martins Oliveira, natural de Mocajuba, dessa união nasceram 03 grandes filhos: Clodoaldo Lopes de Oliveira Junior, Christiano Celio Martins de Oliveira, Claudio Alexandre Martins de Oliveira, ensinei a trabalhar, hoje são meus braços, cada um tem seu trabalho a desempenhar. “Eu sou o vigia”.

59013_438895209493403_266382846_n

10609707_689722204429609_6984583870152262567_n1031_344428715674607_2117675270_n10456465_820377714641447_4291358139324215903_n

 Vários momentos

 10527479_668023109932852_2371406480608363207_n10401390_668022283266268_2009053632320250671_n10553559_262573383946455_862997619369469675_n

974369_653062671428896_2044426945_n10637993_692873530781143_1520468379_n10471355_668023173266179_6036764826616142390_n

Família unida permanece unida

1377994_663238080377732_1293669480_n10637770_692873814114448_650951963_n10637861_692873760781120_621327404_n

10514637_262577797279347_3961736919369838133_nOliveira

 

"... dentro de cada um de nós, todo mundo tem uma historia para contar!"

(94) 8146-7447 / 9138-0191
contato@museuvirtualtucurui.com.br