Blog da Socorro Pompeu

História do apê de Lula é idêntica ao que viveu Jucelino Kubitschek, revela Mário Magalhães.

Essa História vem com Jucelino Kubitschek, quando em 1964 teve sua vida devassada por seus opositores, considerado um dos maiores estadistas da época. Até hoje seu nome é lembrado por fazer tanto pelos trabalhadores.

Tratado como ladrão, JK foi acusado de ser dono de imóvel que não era seu.

7-b

É impressionante as semelhanças entre como se excluiu Juscelino Kubitschek da vida pública e como está se tentando fazer o mesmo com o ex-presidente Lula. O jornalista Mário Magalhães, autor da excelente biografia “Marighella, o guerrilheiro que incendiou o mundo”. Mexendo em arquivos de jornal, encontrou ouro puro, mas não sobre o seu objeto de pesquisa. E sim sobre como a mídia transformou JK num bandido numa operação casada com a ditadura militar. A criatividade continua a mesma, JK foi acusado de ocultar patrimônio e teria, segundo os jornais, um apartamento luxuoso na avenida Vieira Souto. Hoje, Juscelino é considerado um dos presidentes mais importantes da história brasileira, como Getúlio, mas ambos saíram escorraçados do governo. No caso de JK, seu sucessor foi Jânio Quadros, que venceu a disputa eleitoral com a marca da vassourinha, que viria para varrer toda a bandalheira. Faz mais de 50 anos, mas parece que é hoje.

4
A empreiteira que ergueu o prédio havia tocado na região Sul uma obra concedida pela administração JK (1956-1961).

O projeto arquitetônico do prédio foi desenhado por Oscar Niemeyer, que nada cobrou pelo serviço.

Mais de uma vez o ex-presidente visitou as obras do apê que viria a ocupar. Idem sua mulher, dona Sarah, que pediu numerosas alterações no projeto original.

Um mestre de obras foi afastado, devido a reclamações da antiga primeira-dama.

O imóvel era espaçoso. Jornais publicariam que tinha 1.400 metros quadrados.Jucelino Kubitschek chegou a discursar para centenas de pessoas.

O apartamento em frente ao mar estava em nome de uma empresa controlada pelo banqueiro Sebastião Pais de Almeida.

Multimilionário, o empresário era amigo de JK, em cujo governo havia sido ministro da Fazenda.

Em junho de 1964, a ditadura recém-instalada cassou o mandato de senador de Juscelino e suspendeu seus direitos políticos por dez anos. O ex-presidente teve a vida devassada, investigado em inquéritos policiais militares.

10

As autoridades o acusaram de um sem-número de falcatruas, como se fosse um ladrão voraz.

A acusação de maior apelo entre os opositores do ex-governante era a de que, na verdade, o apartamento da Vieira Souto era de Juscelino.

5

Sem renda para justificar tamanha ostentação, o ex-presidente “corrupto” teria preferido ocultar o patrimônio.

Portanto, Sebastião Pais de Almeida seria um laranja. Atípico, tal a sua fortuna, mas laranja.

A mesma imprensa da época é a de hoje, fez um Carnaval, chancelando as acusações da ditadura, como se vê nos recortes postados e nos dias atuais nos Telejornais, redes sociais etc.

2

Promiscuidade

Tanto no caso de JK quanto no de Lula há indícios de promiscuidade entre agentes públicos e privados.

Tal promiscuidade é condenável e faz mal ao Brasil.

Fonte: Revista Fórum (Rovai)

6

A vida como ela é, só nos resta orar pelas autoridades.

3

Queremos passar o Brasil a limpo com certeza, mais mudando nossas atitudes perante a política, não ao poder de partidos políticos, mais valorizar as pessoas, o povo.

“… dentro de cada um de nós, todo mundo tem uma historia para contar!”

(94) 98146-7447
[email protected]

“… dentro de cada um de nós, todo mundo tem uma historia para contar!”

(94) 98146-7447
[email protected]