Blog da Socorro Pompeu

PEDRAL DO LOURENÇO

IMG_0155
Em cerimônia, ministros avisam que derrocamento do Pedral do Lourenção só começa daqui a dois anos.
Durante cerimônia de assinatura da ordem de serviço para as obras de derrocagem do Pedral do Lourenção, ocorrida na manhã desta quinta-feira, 16 de junho, na Orla de Itupiranga, os ministros dos Transportes, Maurício Quintella, e da Integração Nacional, Helder Barbalho, informaram aos presentes que a retirada da barreira de rochas que impede a navegabilidade num trecho de 43 km só deverá começar daqui a dois anos.

Isso porque, segundo Quintella, daqui até lá serão realizados estudos de impacto ambiental e audiências públicas com a comunidade. A ordem de serviço prevê a retirada de 1,4 milhão de tonelada de pedras, abrindo um canal navegável de cerca de 140 metros de largura no trecho de 43 km.

“A conta que eu faço é a seguinte: são 24 meses para realização do projeto executivo e do licenciamento. Depois, mais 24 a 36 meses de execução da obra em si”, disse o ministro Helder Barbalho.

Lembrando que a fase inicial do contrato ainda não envolve grandes intervenções, ele afirma que o orçamento está assegurado. “Temos um volume suficiente de recursos nesses próximos 24 meses para a produção de documentos. Essa é uma pauta à qual os ministérios da Integração Nacional, dos Transportes e a bancada federal estão atentos para que não faltem recursos e para que a obra possa ser concluída.”

Lourenção-reivindicações

As obras serão executadas pela DTA Engenharia LTDA, que venceu a licitação com proposta de R$ 520,6 milhões. A contratação integrada prevê, neste caso, a elaboração dos projetos básico e executivo, de todas as ações ambientais e a execução das obras em um prazo total de 58 meses. Ou seja, o derrocamento total – caso não haja nenhum atraso – só ocorrerá no ano de 2023, portanto daqui a sete anos.

O evento em Itupiranga contou com várias outras autoridades, como os senadores Jader Barbalho (PMDB) e Flexa Ribeiro, deputados federais, estaduais, prefeitos da região e ainda representantes das Colônias de Pescadores da região tocantina e centenas de moradores de Itupiranga, que protestaram contra o derrocamento, que provocará diversos impactos socioambientais.

O primeiro a usar da palavra foi o prefeito Benjamin Tasca, de Itupiranga, que deu boas vindas às autoridades e destacou que o povo do seu município quer o desenvolvimento, mas com sustentabilidade ambiental e também social. Alertou sobre a necessidade de ouvir os anseios da comunidade de seu município, onde está localizado o Pedral do Lourenção, um berçário natural para tucunarés e outras espécies de peixes. “Não vamos deixar que os navios e barcaças passem por aqui sem que nosso povo tenha os benefícios necessários para seu desenvolvimento”, disse Tasca.

IMG_0073-1

Juntinhos

PMDB e PR estão se aproximando politicamente. Os ministros dos Transportes, Maurício Quintella (PR), e da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), trocaram afagos na cerimônia em Itupiranga. O deputado Lúcio Vale, também do PR, rasgou elogios para Helder durante seu discurso no evento.

Fonte: Zé Dudu

DERROCAMENTO DO PEDRAL: POPULAÇÃO COBROU DO MINISTRO DA INTEGRAÇÃO QUE A ORDEM DE SERVIÇO FOSSE ASSINADA EM ITUPIRANGA, NÃO SÓ EM MARABÁ COMO DESEJAVAM.
Para as lideranças locais o Ministro Helder Barbalho estaria fazendo agrado a políticos daquele município e deixando a população local em segundo plano. Vale ressaltar que a hidrovia do Tocantins-Araguaia é uma conquista da sociedade e um empreendimento vital para o desenvolvimento econômico do Pará.

13256505_255267431499542_8435665301455360281_n

Para a população de Itupiranga o que está em jogo não é chamar o foco da ação para o município, nem impor uma quebra de braço com Marabá, o município vizinho, com o qual tem harmoniosa relação de amizade, mas comemorar o feito junto com a população diretamente nativa ao pedral e que espera ansiosa pelo início das obras.
“Todos os olhares e especulações sobre esse empreendimento sempre estiveram voltados para Marabá e, mesmo o Pedral do Lourenço sendo localizado na cidade de Itupiranga, segundo eles,nunca foram lembrados como município da região geográfica do pedral, e pouco ou quase nada, foi divulgado na mídia regional e nacional que lembrasse do povo itupiranguense e de sua importância nessa conquista.

“… dentro de cada um de nós, todo mundo tem uma historia para contar!”

(94) 98146-7447
[email protected]

“… dentro de cada um de nós, todo mundo tem uma historia para contar!”

(94) 98146-7447
[email protected]